Buscar

Qual a importância de se ter uma carteira de ações ativa?

Existe um pensamento famoso no mundo dos investimentos: "buy and hold".


Essa expressão vem da prática de comprar ações de empresas boas e segurá-las por um longo prazo, independente das suas oscilações ou movimentos estruturais do mercado.


Na teoria, empresas boas irão pagar bons dividendos, oscilar menos que o mercado e, possivelmente, crescer mais do que outras empresas.


Na prática, empresas que são boas hoje serão boas por quanto tempo?


Se voltarmos à década de 90, por exemplo, empresas como a Varig, Sharp, Souza Cruz, entre outras, eram consideradas boas empresas para se investir.


No entanto, essas empresas, não acompanharam seus concorrentes e, algumas, até deixaram de existir.


No momento em que estamos, é preciso entender a dinamicidade e rotatividade do mercado, para maximizar sua rentabilidade e buscar empresas que, estruturalmente, irão performar bem no longo prazo.


A ótica por trás de um bom investimento se traz entre a diferença entre o preço e o valor de um ativo, sendo que:


O preço do ativo é o valor a se pagar, no momento de compra/venda.


E o valor, é a capacidade de geração de caixa ou lucro de um investimento, em um determinado período.


Sendo assim, é essencial reforçar que o preço a se pagar por um investimento importa tanto quanto a qualidade do mesmo.


"Não importa se você está certo na hora errada, você precisa estar certo na hora certa. Caso contrário, você está errado.”


Consequentemente, comprar boas empresas em um momento errado pode causar prejuízos, assim como deixar de vender um ativo na hora certa.


Importante dizer que acredito no investimento à longo prazo, e que, muitas vezes, segurar boas empresas podem trazer rendimentos acima do mercado.


Em conclusão, esta mensagem não estimula ao day tarding ou compra/venda de ações em um curto prazo. Mas, sim, observar seus investimentos e entender as mudanças de cenário nesse período conturbado.


Permanecemos positivos em relação ao mercado brasileiro de ações e fundos imobiliários.


Vemos que, para investidores conservadores, existem oportunidades em relação às redas-fixas.


No cenário em que nos encontramos, nada é certo ou livre de risco. Diversificação é o único “almoço grátis” do mercado.


Arthur Figueiró - Império Investimentos

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo